ESTUDO BÍBLICO: O QUE DIZ A BÍBLIA SOBRE A ETERNIDADE.


Um Estudo em 2 Co 4.16-18


 

INTRODUÇÃO: A Eternidade é um daqueles assuntos considerados complexos e temidos. Ninguém até hoje pode definir, à luz da ciência o que seja a ETERNIDADE. Não temos olhos para vê-la completamente nem mente para compreendê-la, mas mesmo assim, não devemos desconsiderá-la. Haverá um dia em que as estrelas cairão do firmamento, o sol não dará mais sua claridade e a lua converter-se-á em sangue. Haverá um dia em que os céus se precipitarão em estrepitoso estrondo, e assim a eternidade se estenderá para sempre. Vejamos o que nos ensina a Palavra de Deus sobre a eternidade.


Leia Mais!

PASTORAL - O PODER CONSOLADOR DO SENHOR





                 As situações difíceis que enfrentamos na vida proporciona, cada uma delas,
uma nova experiência com Deus. Desde a provisão, fortaleza, passando pela misericórdia e justiça, a ação de Deus nos enche de alegria e gratidão.. Algumas vezes a solução divina está dentro das nossas expectativas e em outras o desfecho é exclusivo do Senhor e nem sempre aceitamos e entendemos a Vontade de Deus. Mas aprendemos que Deus é o Senhor de toda a consolação e as provações ocorrem para aperfeiçoar o nosso caráter .
Leia Mais!

ESTUDO BÍBLICO:“CONTRA JACÓ NÃO VALE ENCANTAMENTO NEM ADIVINHAÇÃO CONTRA ISRAEL”:

                         UM ESTUDO DO CASO DE BALAÃO


                                       Texto Bíblico: Nm Caps 22,23, 24 e 25; 2 Pe 2.14-16


Introdução: A Bíblia afirma que rebelião é feitiçaria. Neste estudo estaremos
aprendendo como a feitiçaria pode agir na vida de um crente desobediente e rebelde, através da história de Balaão. Não conseguindo amaldiçoar o povo de Deus ele resolveu, usando a desobediência dos israelitas às ordens do Senhor, semear a rebelião e contenda através da prostituição e culto aos ídolos.
Leia Mais!

ESTUDO BÍBLICO - O PROPÓSITO DE DEUS PARA OS DONS ESPIRITUAIS


UM ESTUDO EM I CORÍNTIOS 12  




   

Introdução: A igreja de Corinto tinha sérios problemas relacionados ao culto cristão. Um deles era sobre o uso e o abuso dos dons espirituais. A dinâmica dos dons espirituais é um dos recursos mais poderosos que Deus providenciou para que a igreja tenha sempre um crescimento saudável. O estudo acurado e inspirado do ensino de Paulo à Igreja de Corinto esclarece qual é o propósito de Deus para a operação dos dons espirituais.

Leia Mais!

ESTUDO BÍBLICO: “CONTRA JACÓ NÃO VALE ENCANTAMENTO NEM ADIVINHAÇÃO CONTRA ISRAEL”:


Um estudo do caso de Balaão
Texto Bíblico: Nm Caps 22,23, 24 e 25; 2 Pe 2.14-16 

Introdução: Rebelião é feitiçaria. Os efeitos deste princípio oculto da iniquidade são óbvios em nossa sociedade e em muitas Igrejas, embora entre os evangélicos sejam mais sutis. Neste estudo estaremos aprendendo como a feitiçaria pode agir na vida de um crente desobediente e rebelde, através da história de Balaão. Não conseguindo amaldiçoar o povo de Deus ele resolveu, usando a desobediência dos israelitas às ordens do Senhor, semear a rebelião e contenda através da prostituição e culto aos ídolos.

 1.UMA MALDIÇÃO NEGADA
Primeiramente vamos olhar para Israel. Durante a jornada no deserto, o povo de Deus se acampou nas planícies de Moabe. Eles vinham de uma grande vitória: haviam atacado e vencido Basã e haviam, também, destruídos os amorreus quando estes se recusaram a lhes deixar passar pelo seu território

Leia Mais!

ESTUDO BÍBLICO: A ORAÇÃO SACERDOTAL DE CRISTO


 
UM ESTUDO EM JOÃO 17.1-26
 
INTRODUÇÃO: Após ministrar aos seus discípulos, Jesus fez uma oração ao Pai que ficou conhecida na história da Igreja como a Oração Sacerdotal de Cristo ou Oração de Cristo pelos seus discípulos. Jesus estava no começo da Sua Via Crucis. Ele já havia instituído a ceia e partido o pão; havia alertado que Judas o trairia e que os demais se dispersariam. A noite na qual seria preso e condenado à morte se aproximava. Jesus enfatizou nesta oração o eterno propósito do Pai na vida dos seus discípulos e na sua relação com eles.  O Senhor não pediu riquezas e honra, nem mesmo influência política no mundo para seus discípulos. O pedido de Jesus concentrou-se em pedir ao Pai que os guardasse do mal, que os separasse do mundo, os qualificasse para a missão e os trouxesse salvos para o céu. Nesta oração profética, Cristo nos ensinou sobre o poder da oração intercessória. Podemos dividir esta oração de Jesus em quatro partes: salvação, segurança, santidade e unidade.

 I. A CRUZ, O INSTRUMENTO DE SALVAÇÃO, (17.1-5)
 
1. O instrumento da salvação: A cruz de Cristo – v. 1
Leia Mais!

É HORA DO CULTO OU É HORA DO SHOW?




               
Texto Bíblico: II Tm 3.1-13


 
Introdução: Há muitos anos Spurgeon grande pregador disse: “O fato é que muitos gostariam de unir igreja e palco, baralho e oração, danças e ordenanças. Se nos encontramos incapazes de frear essa enxurrada, podemos, ao menos, prevenir os homens quanto à sua existência e suplicar que fujam dela. Quando a antiga fé desaparece e o entusiasmo pelo evangelho é extinto, não é surpresa que as pessoas busquem outras coisas que lhes tragam satisfação. Na falta de pão, se alimentam com cinzas; rejeitando o caminho do Senhor, seguem avidamente pelo caminho da tolice”. Os artifícios atraem a multidão. Há um crescimento numérico na assistência aos cultos das igrejas que podem pagar por produções, efeitos e instalações. Algumas delas enchem auditórios enormes, com milhares de pessoas, várias vezes por semana. Por causa do sucesso, muitos líderes estão procurando novas técnicas e formas de entretenimento para continuar atraindo o povo. O temor ao Senhor não parece ter importância para eles.  
Leia Mais!

ABENÇOADA É A IGREJA QUE ORA !



 
Texto Bíblico: Cl 4.2,3; Ef 3.14-21;At 4.24-31

INTRODUÇÃO:
A oração é uma arma e uma tarefa na vida daquele que teme a Deus. Esse breve Estudo objetiva despertar a Igreja Betel para a importância do hábito regular da oração individual e levar cada membro da nossa família, a desfrutar da bênção de Deus que vem sobre nós quando a Igreja unida ora ao Senhor. Temos em Cristo Jesus, o nosso modelo de oração, pois Seu ministério terreno foi caracterizado por uma vida de profunda  e intensa oração.

Orar é uma necessidade do nosso espírito, é o nosso oxigênio, nosso alimento. Orar é também um dever e um privilégio que não pode depender do querer, depender do nosso desejo e vontade. Orar sem cessar é uma ordem bíblica que devemos obedecer. A Igreja que despreza a oração jamais agradará a Deus, uma vez que através da oração falamos com o Senhor e temos comunhão com Deus. A oração abre a porta do sobrenatural e, quando oramos, Deus se manifesta ao nosso favor. Os grandes homens de Deus, todos eles foram homens que buscaram, na oração sincera e contínua, a resposta de Deus para tudo e através da oração foram sempre visitados pelo Senhor.

 
1. A ORAÇÃO INDIVIDUAL
 
Leia Mais!

FELIZ NATAL PARA TODOS OS MEUS AMIGOS !




Leia Mais!

Em meu nome curarão os enfermos


Leia Mais!

Recentemente na minha cidade,Rio de Janeiro, Brasil

 
 
 

Leia Mais!

ESTUDO BÍBLICO: “... AS MINHAS CADEIAS EM CRISTO SE TORNARAM CONHECIDAS”





              UM ESTUDO EM FILIPENSES 1.12-18


 
      INTRODUÇÃO: O período em que o apóstolo Paulo permaneceu na prisão traz preciosas lições para a nossa vida com Deus e grandes lições para aqueles que foram chamados pelo próprio Deus para o Sagrado Ministério da palavra. Paulo estava preso, mas o evangelho permanecia está livre. O evangelho é mais importante que o obreiro. A divulgação do evangelho é mais importante que a vida do obreiro. Para Paulo, não importam as circunstâncias, desde que o evangelho seja anunciado. Não importa se o obreiro vive ou morre, o que importa é que Cristo seja engrandecido seja na sua vida seja na sua morte.
I.  DISCERNINDO OS PROPÓSITOS DE DEUS (1.12)

1. Paulo não se concentra no seu sofrimento com autopiedade. Mesmo estando preso, algemado, impedido de viajar, de visitar as igrejas e de abrir novos trabalhos, ao escrever para a igreja de Filipos não enfatiza seus sofrimentos, mas o progresso do evangelho. A Palavra é mais importante que o obreiro. O vaso é de barro, mas o conteúdo que tem no vaso é precioso. O que importa não é o bem-estar do obreiro, mas o avanço do evangelho.

2. Paulo faz uma leitura do passado pela ótica da soberania de Deus. Ele havia passado por muitas lutas até chegar a Roma, mas em momento algum perdeu de vista a direção soberana de Deus em todos esses acontecimentos. Ele não considerou seus sofrimentos como fruto do acaso, nem como perseguição dos homens nem mesmo como somente a expressão da fúria de satanás. Ele sabia que a mão soberana da providência guiava o seu destino e que seus sofrimentos estavam incluídos nos planos do Eterno para o cumprimento de propósitos mais elevados. Paulo sempre olhou para os acontecimentos na perspectiva da soberania do Senhor para o progresso do Evangelho. Embora Satanás tenha intentado contra ele, Quem estava no comando de sua vida era Deus. 

3. Paulo olha para o passado e vê um propósito divino em tudo que lhe aconteceu. Longe de ficar frustrado, ele diz para a igreja de Filipos que todas essas coisas contribuíram para o progresso do evangelho. Ele se considera prisioneiro de Cristo (Ef 4.1). Paulo diz que as coisas que lhe aconteceram em vez de desmotivá-lo, de decepcioná-lo ou atrapalhar o projeto missionário contribuíram para o progresso do evangelho (1.12).
Leia Mais!

MISSÃO GLOBAL BETEL: Educando na Fé para a Vida na Índia


Leia Mais!

ESTUDO BÍBLICO: VENCENDO AS TEMPESTADES DA VIDA


UM ESTUDO EM MC 4.35-41

 
INTRODUÇÃO: As tempestades que enfrentamos na vida não anulam a bondade de Deus. O texto que vamos estudar fala de tempestade não esperada e nos ensina muito sobre a bondade e a intervenção de Deus.Jesus passara todo o dia ensinando à beira-mar sobre o Reino de Deus. Ao final da tarde, ele deu uma ordem para os discípulos para entrarem no barco e passarem para a outra margem, para a região de Gadara, onde havia um homem possesso. Enquanto atravessam o mar, Jesus dormiu e uma tempestade terrível os surpreendeu, enchendo de água o barco. Os discípulos apavorados clamaram a Jesus. Ele repreendeu o vento, o mar e os discípulos. Aqueles homens apavorados com a fúria dos ventos ficaram maravilhados diante do seu milagre.
Leia Mais!

NO BRASIL COMEMORAMOS O DIA DOS NAMORADOS EM 12 DE JUNHO

 

Leia Mais!