ARTIGO:É HORA DE TOCAR A TROMBETA!


                               
Deus recomendou através de Moisés que os filhos de Arão, os sacerdotes, tocassem as  trombetas ( Num 10.8). Ainda hoje permanece esta ordem extensiva à Igreja para tocar as trombetas.O povo de Deus é um povo que tem muito a comunicar. Há uma urgente necessidade de tocarmos a trombeta do Evangelho. Isto inclui a mensagem da Encarnação e da Redenção. Jesus veio a este mundo para salvar os  Pecadores, em favor dos quais morreu. A Igreja não pode esquecer seu compromisso de divulgar o Evangelho, cuja mensagem é única, é inimitável e é infalível.Temos que tocar a trombeta com o poder recebido no Pentecostes.As trombetas devem ser tocadas para estatuto  perpétuo.Enquanto a Igreja permanecer na Terra, a trombeta do Evangelho deve ser tocada. Este desafio é nosso. Não podemos falhar. Não podemos nos omitir.O Inimigo de nossas almas tenta por todos os meios nos fazer afastar da meta.
Leia Mais!

ARTIGO:QUE TIPO DE SERVO VOCÊ FOI EM 2012?



No ano que se vai pude observar que muitos membros da nossa Igreja tiveram sérias dificuldades em cumprir com os seus compromissos na Seara do Mestre. As desculpas foram muitas, algumas até justificáveis humanamente falando. A maioria se esquivava se dizendo ocupada; uma outra grande parte colocava seus interesses pessoais acima da Obra de Deus e outros ainda começavam uma tarefa sem concluí-la causando enorme prejuízo espiritual para o crescimento da Igreja. Outros jamais se prontificaram para cooperar, ajudar e servir e com isso algumas pessoas foram sobrecarregadas nas múltiplas tarefas. Outros, ainda, pessoas não convertidas, criaram inimizades na Igreja, soberbos e desobedientes não quiseram se sujeitar à disciplina e à direção da Igreja. E, finalmente, há aqueles que foram abençoados financeiramente e jamais trouxeram oferta ou dízimo ao Senhor sabendo das necessidades da Igreja.
Leia Mais!

ARTIGO:AINDA HOJE, PARA MUITOS, NÃO HÁ LUGAR PARA JESUS

Quando José e Maria saíram de Nazaré para Belém, eles não encontraram lugar na estalagem, por isso, foram para uma manjedoura, onde Jesus nasceu. Não havia lugar para Jesus e ,assim, Ele nasceu num estábulo . Os anos se passaram e os homens continuam não tendo lugar para Jesus. Muitas coisas e pessoas ocupam hoje o lugar de Jesus. No mês de dezembro, quando se comemora o Natal, Papai Noel torna-se o astro principal ,distorcendo a mensagem central do Natal. O comércio febril e o consumismo desenfreado deturpam o verdadeiro sentido do nascimento de Cristo.
Leia Mais!

NA ALEMANHA....NA CASA DE AMIGOS


Leia Mais!

FELIZ NATAL PARA TODOS OS MEUS AMIGOS


Leia Mais!

ESBOÇO PARA SERMÃO

  OS  SETE  TIPOS  MAIS  COMUNS  DE  MURMURAÇÃO

1)  Contra Deus  ( Ml 3.13 );
  2)  Contra o Pastor  ( Ex 17.3 );
  3)  Contra os pregadores  ( Jo 6.41,42 );
  4)  Contra os dízimos e ofertas;
  5)  Contra os que têm cargos na Igreja  ( 1 Co 10.40,41 );
  6)  Contra a falta de amor  ( Mc 14.4,5 );
  7)  Contra aqueles que seguem a Jesus e fazem a obra  ( Lc 5.30 )

 

 
Leia Mais!

ESTUDO:OS ÍDOLOS DO CORAÇÃO E O ENGANO DA FALSA PROFECIA:


LIÇÕES DA HISTÓRIA DO PROFETA MICAÍAS
                                                                        Texto Bíblico: 2 Cr 18.4-34
 
Introdução: Tenho admoestado muito contra os falsos profetas e contra as falsas profecias. Pelo Espírito de Deus,tenho alertado a Igreja Betel sobre o poder destruidor e maligno que se encontra oculto atrás de uma profecia que é falada em nome do Senhor, mas que jamais procedeu dos lábios de Deus. É preocupante o número de homens e mulheres que vão às reuniões de oração e estão sempre descontentes com tudo. São pessoas que, desorientadas e sem comunhão com Deus ,se tornaram suscetíveis a receber qualquer palavra que fale diretamente aos seus desejos, vaidades e caprichos. Aceitam qualquer palavra que venha fortalecer seus mais obstinados desejos. A Bíblia chama estes desejos de ídolos do coração (Ez 14.2-4). Tudo o que essa gente precisa é encontrar “profetas” que não têm o temor de Deus, que estão preocupados com suas próprias vidas mesquinhas e que podem ser comprados ou persuadidos por alguma recompensa. Estes falsos profetas falarão a estas pessoas de acordo com seus ídolos, mas jamais de acordo com a Palavra de Deus. E isto, o próprio Deus pode permitir. Vejamos o que podemos aprender com a trágica história do final da vida de Acabe, como foi enganado pelos ídolos do seu coração ao ouvir e crer em falsas profecias e de como a Bíblia claramente afirma que Deus deu livre curso ao espírito de engano para destruí-lo. No meio de 400 profetas não se achou um que não tivesse sido enganado. Somente um, Micaías, que não fazia parte desse grupo, falou da parte de Deus. Ele não disse uma palavra de vitória, mas revelou o que aconteceu no Mundo Espiritual que permitiu que tanta gente fosse enganada em nome de Deus. E também anunciou o juízo de Deus sobre Acabe. Há neste texto preciosas lições para a Igreja hoje.
Leia Mais!

A VIDA, DOM DE DEUS, UMA PERMANENTE CELEBRAÇÃO

 

Leia Mais!

A VIDA, DOM DE DEUS, UMA PERMANENTE CELEBRAÇÃO


Leia Mais!

A VIDA,DOM DE DEUS, UMA PERMANENTE CELEBRAÇÃO




Leia Mais!

ESTUDO:“ALGUÉM ME TOCOU PORQUE DE MIM SAIU VIRTUDE”


A CURA DA MULHER QUE TINHA UM FLUXO DE SANGUE:

UM ESTUDO EM  MARCOS 5.23-34


INTRODUÇÃO: Um dos milagres mais conhecidos de Jesus é o pisódio da mulher que tinha um fluxo de sangue. Nos dias do Seu Ministério Terreno, sempre acompanhado de grande multidão, aconteceu o que chamamos de toque de fé de uma mulher anônima, excluída da comunidade religiosa por ser doente, pobre por ter gastado todos os seus bens buscando cura para sua enfermidade e excluída da comunidade por causa da doença. Num momento de profundo desespero, impossibilitada de chegar até ao Senhor ,ela resolveu fazer o seu último gesto de esperança: tocar Jesus de forma anônima e silenciosa. A história dessa mulher traz aos nossos corações preciosas lições que podemos aplicar às nossas vidas.
Leia Mais!

ARTIGO:É PRECISO PERDOAR PARA SER ABENÇOADO

É impossível termos uma vida cristã vitoriosa sem o exercício do perdão. Quem não perdoa não pode adorar a Deus nem mesmo trazer sua oferta ao altar. Quem não perdoa tem suas orações interrompidas e nem mesmo pode receber o perdão de Deus. Quem não perdoa adoece física, emocional e espiritualmente. Quem não perdoa é entregue aos verdugos da consciência. O perdão, portanto, não é uma opção para o crente, mas uma necessidade imperativa.
Leia Mais!

ESBOÇO DE SERMÃO:A VISÃO DO PROFETA ISAÍAS


        A Visão do Profeta Isaías, Is 6.5-9
 
  1. Convicção: “Ai de mim!”, v.5
  2. Confissão: “Sou homem de lábios impuros”, v.5
  3. Limpeza: “Tua iniqüidade foi tirada”, v.7
  4. Comunhão: “Ouvi a voz do Senhor”, v. 8
  5. Consagração: “eis- me aqui, envia-me a mim”, v.8
  6. Comissão: “Vai e diz a este povo”, v.9

 
Leia Mais!

ESTUDO:O QUE DIZ A BÍBLIA SOBRE A ETERNIDADE

                                                                            Um Estudo em 2 Co 4.16-18


INTRODUÇÃO: A Eternidade é um daqueles assuntos considerados complexos e temidos. Ninguém até hoje pode definir, à luz da ciência o que seja a ETERNIDADE. Não temos olhos para vê-la completamente nem mente para compreendê-la, mas mesmo assim, não devemos desconsiderá-la. Haverá um dia em que as estrelas cairão do firmamento, o sol não dará mais sua claridade e a lua converter-se-á em sangue. Haverá um dia em que os céus se precipitarão em estrepitoso estrondo, e assim a eternidade se estenderá para sempre. Vejamos o que nos ensina a Palavra de Deus sobre a eternidade.
Leia Mais!

ESTUDO:CARTAS ÀS SETE IGREJAS:(Parte VII - FINAL)


CARTA À IGREJA DE LAODICÉIA

 Texto Bíblico: Ap 3.14-22

 INTRODUÇÃO: De todas as cartas às igrejas da Ásia, esta é a mais severa. Jesus não faz nenhum elogio à igreja de Laodicéia. Em vez de transformar a cidade, a igreja tinha se conformado à cidade. Laodicéia era a cidade da transigência e a igreja tornou-se também uma igreja transigente. Os crentes eram frouxos, sem entusiasmo, débeis de caráter, sempre comprometidos com o mundo, descuidados. Eles estavam satisfeitos com sua vida espiritual ainda que hipócrita. A igreja de Laodicéia é a igreja popular, satisfeita com a sua prosperidade, orgulhosa de seus membros ricos. A religião deles era apenas uma simulação. Não pode haver evangelho sem a cruz.Vejamos o que podemos aprender com o que Jesus diz a esta Igreja tão comum hoje em dia.

I. CRISTO IDENTIFICA O PROBLEMA DA IGREJA
1. Jesus identificou a falta de fervor espiritual da igreja – v. 15
·         O problema da igreja de Laodicéia era a falta de fervor espiritual. A vida espiritual da igreja era morna, indefinível, apática, indiferente e nauseante. A igreja era acomodada. O problema da igreja não era heresia, mas apatia.
·         Muitos crentes fogem do fervor com medo do fanatismo. Mas fervor não é o mesmo que fanatismo. Fanatismo é um fervor irracional e estúpido. É um entrechoque do coração com a mente. 
·         Muitos outros têm medo do entusiasmo. Mas entusiasmo é parte essencial do Cristianismo. Não podemos ter medo das emoções, mas do emocionalismo.
Leia Mais!

ARTIGO: VOCÊ QUER SER CURADO?



Nos dias do seu ministério terreno, dirigiu-se Jesus ao tanque de Betesda, a Casa de Misericórdia, onde havia uma multidão de enfermos: coxos, cegos e paralíticos. Um anjo periodicamente agitava as águas e quem descesse ao tanque era curado. Jesus distinguiu, no meio dos doentes, um paralítico que estava ali há trinta e oito anos e o curou completamente:
“Queres ser curado?” Nós temos doenças físicas, emocionais e espirituais. É claro que todo doente quer ser curado. Mas, então, por que Jesus fez esta pergunta? Muita gente se acostuma com a doença. Muitas pessoas perdem a esperança de ser curadas. Ainda hoje, muitos como aquele paralítico estão tomados por um profundo senso de abandono, vítimas de enfermidades que podem ser curadas. Jesus continua visitando o tanque de Betesda e continua curando.
Leia Mais!

ARTIGO:ALCOOLISMO, UMA DOENÇA MUITO SÉRIA



Tenho percebido que muitas famílias evangélicas enfrentam sérios problemas com familiares alcoólatras. Percebo também que os jovens estão se embriagando muito cedo e o número  grande de mulheres dependentes do álcool é alarmante.O alcoolismo é uma doença e é, também,um dos mais graves problemas sociais da humanidade. Ele é o causador de terríveis tragédias e acidentes. Há muitas vidas, casamentos e lares arruinados e destruídos por causa do alcoolismo.
Leia Mais!

ESTUDO:O PECADO DE DAVI: CONFISSÃO E ARREPENDIMENTO


                     UM ESTUDO DO SALMO 51

                            Texto Bíblico: Sl 51; II Sm 11.
INTRODUÇÃO: Este Salmo é o registro da agonia da alma de Davi, após o seu terrível crime de adultério e assassinato. Davi viu, cobiçou, adulterou e tentou esconder o seu pecado. Ele usou quatro planos para encobrir o seu pecado:
  • PLANO A – Dar férias ao marido de Bate-Seba.
  • PLANO B – Dar um banquete ao marido de Bate-Seba.
  • PLANO C – Encomendar a morte do marido de Bate-Seba.
  • PLANO D – Casar-se com Bate-Seba para esconder a gravidez.
Tudo parecia perfeito. Todas as provas do pecado foram aparentemente destruídas. Só uma coisa eles não contavam: É que Deus estava vendo, 2 Sm 11:27. O Senhor enviou a Davi o profeta Natã para repreendê-lo. Davi, então, foi tomado por um sentimento de culpa e horror. E foi nessa condição que ele escreveu o Salmo 51. Aqui Davi reconheceu o seu pecado, arrependeu-se e foi reconduzido à comunhão com Deus. Vejamos o que podemos aprender com o arrependimento de Davi, como o caminho da restauração.
Leia Mais!

ARTIGO:NOSSOS FILHOS, HERANÇA DO SENHOR

A Bíblia claramente afirma que “herança do Senhor são os filhos”. Esta afirmação deveria fazer com que nós, pais, pudéssemos descansar no Senhor. No entanto nunca estivemos tão preocupados, tão ansiosos com relação aos nossos filhos. Vivendo num mundo hostil a Deus e fazendo parte de uma sociedade pervertida e amoral, o caminho e o destino dos nossos filhos têm ocupado os nossos dias e pensamentos de uma forma sofrida e angustiante. O que fazer para descansar no Senhor com relação  ao bem-estar dos nossos filhos? Será que por cuidados excessivos não os deixamos viver suas próprias vidas quando adultos ou, ainda, por culpa e medo, não temos coragem  e determinação suficientes para discipliná-los quando menores?
Leia Mais!

ARTIGO:PRINCÍPIOS BÍBLICOS PARA SER UM BOM PAI



O bom PAI é um homem que é um exemplo para os filhos. Antes de um pai ensinar os filhos, ele precisa viver o que ensina. Antes de inculcar nos filhos a verdade, o pai precisa ter essa verdade no coração. O pai é um espelho.  Precisamos de pais que sejam modelo de honestidade, de piedade e vida cheia do Espírito.
 
O bom PAI é um homem que encontra tempo para os filhos. Quem ama prioriza.  Os filhos são importantes. Eles merecem o melhor do nosso tempo, da nossa agenda, da nossa atenção. Nenhum sucesso compensa o fracasso do relacionamento com os filhos. A herança de Deus na vida dos pais não é o dinheiro, mas os filhos. 
Leia Mais!

CARTAS ÀS SETE IGREJAS: (Parte VI)


CARTA À IGREJA DE FILADÉLFIA

Texto Bíblico: Ap 3.7-13

 Filadélfia era uma cidade situada num lugar estratégico, na principal rota do Correio Imperial de Roma para o Oriente e era chamada a porta do Oriente. A cidade tinha muitos templos dedicados aos deuses.Jesus usa nesta carta três símbolos que regem toda a mensagem: uma porta aberta, a chave de Davi, a coluna no santuário de Deus. É colocada diante da igreja uma porta aberta que ninguém pode fechar (v. 8). Cristo é chamado aquele que tem a chave de Davi (v. 7), enquanto o vencedor é feito uma coluna no santuário de Deus (v. 12). Vejamos o que podemos aprender com esta carta para aplicarmos à Igreja Betel.

 I. JESUS CONHECE A IGREJA e A CIDADE ONDE A IGREJA ESTÁ

 ·   Jesus conhecia a igreja e a cidade. Precisamos conhecer a Bíblia e conhecer a cidade onde estamos. Precisamos conhecer a mensagem e conhecer o povo para quem ministramos. Precisamos interpretar as Escrituras e a congregação, da qual participamos. As estratégias que são boas para uma cidade podem não ser pertinentes para outra. Os métodos usados num bairro podem não ser adequados para outro. Precisamos ousar mudar os métodos sem mudar o conteúdo do evangelho
·  A cidade foi fundada para ser uma porta aberta de divulgação da cultura e do idioma grego na Ásia.Mas para a Igreja,Cristo diz que ele colocou uma porta aberta diante dela para proclamar não a cultura grega, mas o evangelho da salvação.
·  Existiam muitos terremotos e grandes tremores de terra na cidade de Filadélfia. Muitos viviam em tendas fora da cidade. Paredes rachadas e desabamentos eram coisas comuns na cidade. Era uma região perigosamente vulcânica. O terremoto do ano 17 d.C., que destruiu Sardes, também atingiu Filadélfia. Mas para a igreja assustada com os abalos sísmicos da cidade, Jesus diz: “Ao vencedor, fá-lo-ei coluna no santuário do meu Deus, e daí jamais sairá...” (v. 12).
·    A cidade foi batizada com um novo nome depois de sua reconstrução.Por volta do ano 90 d.C., com a ajuda imperial, Filadélfia tinham sido completamente reconstruída. Em gratidão passaram o nome da cidade para NEOCESARÉIA – a nova cidade de César. Mais tarde, no tempo de Vespasiano, a cidade voltou a trocar de nome, FLÁVIA, pois Flávio era o apelido do imperador. Jesus então, aproveita esse gancho cultural para falar à igreja que os vencedores teriam um novo nome: “... gravarei sobre ele o nome do meu Deus, o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém que desce do céu, vinda da parte do meu Deus, e o meu novo nome” (v. 12). A igreja terá o nome de Deus nela gravado e não o nome de César.
Leia Mais!

CARTAS ÀS SETE IGREJAS:(Parte V)


CARTA À IGREJA DE SARDES


Texto Bíblico: Ap 3.1-6
INTRODUÇÃO: Quando João escreveu esta carta, Sardes era uma cidade rica, mas totalmente degenerada. Sua glória estava no passado e seus habitantes entregavam-se agora aos encantos de uma vida de luxúria e prazer. A igreja tornou-se como a cidade. Em vez de influenciar, foi influenciada.   Sardes era uma poderosa igreja, dona de um grande nome. Uma igreja que tinha nome e fama, mas não tinha vida. A esta igreja Jesus envia uma mensagem revelando a necessidade imperativa de um poderoso avivamento. Uma atmosfera espiritual sintética substituía o Espírito Santo naquela igreja. Ela substituía a genuína experiência espiritual por algo simulado. A igreja estava caindo num torpor espiritual e precisava de avivamento. Não é diferente o estado de muitas igrejas hoje. Precisamos também tomar conhecimento da nossa necessidade urgente de um poderoso avivamento.
I. JESUS REPROVA A IGREJA POR ESTAR MORTA ESPIRITUALMENTE
 1. Muitas pessoas só têm o nome de crentes, mas estão mortos espiritualmente, v. 1
 (A) A igreja vivia de aparências. A igreja tinha adquirido um nome. A fama da igreja era notável. A igreja gozava de grande reputação na cidade. Não havia problemas de ordem doutrinária nem falsos ensinos. Parecia ser uma igreja viva e dinâmica, cheia de vida e vigor. Mas o Senhor que sonda tudo e todos afirma que a Igreja de Sardes estava morta. Era uma igreja apenas de rótulo, de aparência. Quando Jesus examinou a igreja mais profundamente disse: “Não achei as suas obras íntegras diante do meu Deus” (v. 2).
 (b) A reputação da igreja era entre as pessoas e não diante de Deus – A igreja tinha fama, mas não vida. Tinha pompa, mas não tinha poder. Tinha exuberância de vida diante dos homens, mas estava morta diante de Deus. Deus não vê como vê o homem. A fama diante dos homens nem sempre é glória diante de Deus. Aquela igreja estava se transformando apenas em um clube.
(c) A fé exercida pela igreja era apenas nominal – A vida cristã da igreja era apenas nominal. Seus membros pertenciam a Cristo apenas de nome, porém não de coração. Tinham fama de vivos; mas na realidade estavam mortos. Fisicamente vivos espiritualmente mortos.

Leia Mais!

ANJOS, AGENTES SECRETOS DE DEUS PARTE V (FINAL)

                    CONHECENDO  SATANÁS, NOSSO ADVERSÁRIO
A mais alta posição no reino dos espíritos, entre os seres criados, era ocupada por um anjo, uma criatura perfeita em todos os seus caminhos, desde a sua criação até a sua queda. Veja os textos bíblicos: Ez 28.12-19; Is 14.12-17

I. A NATUREZA DE SATANÁS
1.É um ser criado, Ez 28.14
2.É um ser espiritual, Ef 6.11,12
3.O mais exaltado das criaturas angelicais
4. “Lúcifer” significa literal,mente “o brilhante”, palavra que expressa beleza
5.É descrito como o “sinete da perfeição”, o que no hebraico significa um padrão de perfeição
6.É chamado  “querubim da guarda ungido”, ser de alta categoria,  associado à presença de Deus
7.A expressão “da guarda” significa literalmente “quem conduz”, expressando sua alta patente hierárquica dentre os anjos
8.As jóias fabulosas que lhe pertenciam  e a expressão “no brilho das pedras” são indicadores de sua categoria exaltada  dos demais anjos e indicam a presença santa de Deus.
Leia Mais!

ARTIGO: O QUE FAZER DAS OPORTUNIDADES PERDIDAS?


     Quando eu era criança, ouvia uma canção repleta de nostalgia, mas que tinha um profundo significado para vida. Esta canção falava de oportunidades que todos temos e que precisamos fazer o melhor uso possível de todas elas porque se não as aproveitamos, perdemos a chance de usá-las, uma vez que elas não voltam mais. O refrão, repetido quase à exaustão, dizia: “os anos dourados passam, dourados anos felizes; agarre-os enquanto passam porque mais tarde só na lembrança serão felizes”. Esses anos felizes se referiam às oportunidades aproveitadas e vivenciadas.
        Certo dia, sentado num banco de uma praça em Copacabana, fiquei longo tempo observando os idosos que ali transitavam, cada qual com suas histórias: algumas vividas bem, outras não; algumas sem razão para ter acontecido, outras acontecidas por acaso;algumas histórias dos outros; outras imaginadas; algumas cheias de saudades e outras plenas de remorso e de culpa. Em todas as histórias e em cada rosto percebi muitas oportunidades perdidas, possibilidades desconsideradas. Muitos vivem uma velhice amarga sem boas recordações porque deixaram passar oportunidades maravilhosas por medo, comodismo e preguiça. As oportunidades desperdiçadas poderiam ser recordações felizes
     Leia Mais!

ANJOS, AGENTES SECRETOS DE DEUS (PARTE IV)


                                                    Texto Bíblico: Hb 1.13-14

 OS ANJOS CAÍDOS

Os anjos caídos, também conhecidos como demônios (“daimon” = inteligente), foram criados por Deus no princípio, dotados de relativa perfeição e santidade. Quando Lúcifer rebelou-se contra Deus, estes anjos caíram em condenação acompanhando-o em sua queda.

V – A NATUREZA DOS DEMÔNIOS (ANJOS CAÍDOS)

1.    São seres espirituais, não possuem corpos – Mt 8.16; Lc 10.17,20
       2.    Foram criados santos por Deus
       3.    Não deixarão de existir – Lc 20.36
       4.    Juntaram-se a Lúcifer na sua rebelião contra Deus - 2 Pe 2.4
       5.    São moralmente pervertidos, são seres imundos – Mt 10.1; Lc 11.24
       6.    São forças espirituais da maldade – Ef 6.12
       7.    São numerosos – Mc 5.9
       8.    Usam corpos de pessoas e animais,  – Mc 5.13; At 16.16
       9.    Foram confirmados na iniqüidade – Ap 12.3,4
      10. O pecado dos anjos foi a soberba – Ec 10.15
      11. Abandonaram suas funções (principado) – Jd 6
      12. Abandonaram a sua própria moradia (domicílio) – Jd 6
      13. Por terem sido criado em glória não foram tentados, mas optaram pelo pecado.
Leia Mais!

CARTAS ÀS SETE IGREJAS (PARTE IV)


CARTA À IGREJA DE TIATIRA

Texto Bíblico: Ap 2.18-29
Tiatira era um grande centro comercial e sede de várias associações comerciais.  Estas associações tinham fins tanto de mútua proteção e benefício como de tipo social e recreativo. Seria quase impossível ser comerciante em Tiatira sem fazer parte desses grupos. Mas cada associação adorava uma entidade maligna. Nas reuniões dos sócios, havia banquetes com comida sacrificada aos ídolos e essas festas acabavam cheias de perversão e imoralidade. Qual é a posição do cristão: se sai da associação perde sua posição, reputação e lucro financeiro; se permanece nessas festas nega a Jesus. Nessa situação, a profetisa Jezabel fingiu saber a solução. Segundo ela, para vencer a Satanás é preciso conhecer as profundezas de Satanás. Para ela, não se pode vencer o pecado sem conhecê-lo profundamente pela experiência. Vamos observar como Jesus vê essa igreja e aplicar essas lições para a Igreja Betel hoje.
 I.O ELOGIO - V. 18-19

 1. Jesus se apresenta como aquele que conhece profundamente a igreja – v. 18,23

      ·   Ele conhece as obras da igreja (2:19). Seus olhos são como chama de fogo (2:18). Ele vê tudo, conhece tudo e sonda a todos. Nada escapa ao seu conhecimento. Ele conhece também as intenções (2:23). Havia muitas práticas vis que estavam sendo toleradas secretamente dentro da igreja. Mas ninguém pode esconder-se do olhar penetrante e onisciente de Jesus. Ele esquadrinha o coração e os pensamentos. No dia do juízo, ele vai julgar o segredo do coração dos homens.

2. Jesus se apresenta como aquele que distingue dentro da igreja as pessoas fiéis e as infiéis – v. 24

     ·  Numa mesma comunidade havia três grupos: os que eram fiéis (2:24), os que estavam tolerando o pecado (2:20) e os que estavam vivendo no pecado (2:20-22). Jesus sabe distinguir uns dos outros. Numa mesma igreja há gente salva e gente perdida. Há joio e trigo; ovelhas e bodes.

3. Jesus se apresenta como aquele que reconhece e elogia as marcas positivas da igreja – v. 19

     ·   A igreja era operosa, tinha amor, tinha fé, era perseverante e estava em franco progresso espiritual.
Leia Mais!

CARTAS ÀS SETE IGREJAS (PARTE III)

                              CARTA À IGREJA DE PÉRGAMO

Texto Bíblico: Ap 2.12-17
Nesta terceira carta à Igreja de Pérgamo, Cristo mostra que o grande problema de Pérgamo era a linha divisória entre a verdade e a heresia. Como a igreja pode permanecer na verdade sem se misturar com as heresias e com o mundanismo? Como permanecer fiel diante da tática da sedução?  A palavra “pérgamo” significa casado. A igreja precisa lembrar-se que ela está comprometida com Cristo, é a noiva de Cristo e precisa se apresentar como uma esposa santa e pura.  O ponto central dessa carta é alertar a igreja sobre o risco da perigosa mistura do povo de Deus com o engano doutrinário e com a imoralidade do mundo. Vejamos algumas lições para a Igreja Betel hoje.

 I. ELOGIO: APESAR DE ESTAR NUM AMBIENTE SATÂNICO, A IGREJA DE PÉRGAMO NÃO NEGOU A FÉ-v. 13

 1.      O ambiente demoníaco em que estava a Igreja de Pérgamo

 ·  Em Pérgamo havia altares para vários deuses. No topo da Acrópole ficava o famoso templo dedicado a Zeus, uma das sete maravilhas do mundo antigo. Todos os dias milhares de pessoas prestavam sacrifícios a Zeus.
·   Havia também o culto a Esculápio, o “deus salvador”, o deus serpente das curas. Seu colégio de sacerdotes médicos era famoso. Naquela época mantinha 200 santuários no mundo inteiro. A sede era em Pérgamo, uma famosa escola de medicina. Para ali peregrinavam e convergiam pessoas doentes do mundo inteiro em busca de saúde. A crendice misturava-se com a ciência e, assim, as curas eram atribuídas ao poder de Esculápio.
·   Ficava em Pérgamo o centro asiático do culto ao Imperador. O culto ao imperador era o elemento unificador para a diversidade cultural e política do império.  O imperador encarnava o espírito da deusa Roma. Uma vez por ano, os súditos deviam ir ao templo de César e queimar incenso dizendo: “César é o Senhor”. Fazendo isso, podiam ter qualquer outra religião.
·  Cristo afirma que em Pérgamo estava o trono de Satanás. Ele não apenas habitava na cidade, mas lá estava o seu trono. O trono de Satanás não estava num edifício, como hoje sugerem os defensores do movimento de Batalha Espiritual, mas no sistema da cidade. O trono de Satanás é marcado pela pressão e pela sedução. Onde Satanás reina predomina a cegueira espiritual floresce o misticismo, propaga-se o paganismo, a mentira religiosa bem como a perseguição e a sedução ao povo de Deus.
· Cristo não apenas conhece as obras da igreja e suas tribulações. Mas também conhece a tentação que assedia a igreja, conhece o ambiente que ela vive. Cristo sabe que a igreja está rodeada por uma sociedade não-cristã, com valores mundanos, com heresias nos bombardeando a todo instante.
Leia Mais!

ANJOS, AGENTES SECRETOS DE DEUS (PARTE III)

III – A NATUREZA DOS ANJOS
1. Seres Criados
     a)    Foram criados por Deus num princípio remoto – Ne 9.6;Cl 1.16; Jó 38.4,7
     b)   São numerosos – Jó 25.3; Dt 33.2; Ap 5.11; Dn 7.10
     c)    Não devem ser adorados (são criaturas) – Ap 22.8,9
     d)   Estão sujeitos a Cristo – Ef 1.20,21; Cl 2.10
     e)    A palavra anjo no hebraico é MÁLAK e em grego é AGGELOS, ambos significam “mensageiro de Deus”
2. Seres Espirituais
     a)    Podem se materializar – Teofania – Gn 18.1,2;Gn 16.7;Ex 32.33,34
    b)   São finitos e limitados – Mt 24.36
    c)    Têm sua moradia própria – Jd 6
    d)   São imortais
    e)    Aparições no Antigo Testamento – Dn 8.15,16; I Rs 19. 5-7; Zc 1.9; Zc 2.3
    f)     Aparições no Novo Testamento – Lc 1.26-28;Lc 1.11;Lc 2.8,9
    g)   Os anjos não se casam – Mt 22.30
    h)   São imateriais e invisíveis – Cl 1.16,17.
    i)     Não foram criados à imagem de Deus como o homem foi – Gn 1.26,273
    j)     São invisíveis aos olhos humanos porque o homem é propenso à idolatria e    facilmente voltaria o seu olhar para os anjos para os adorar.
Leia Mais!

ESTUDO:CARTAS ÀS SETE IGREJAS PARTE II

 CARTA À IGREJA DE ESMIRNA
Texto Bíblico: Ap 2.8-11
 
INTRODUÇÃO: A fidelidade é um princípio básico da vida cristã. Como ser um crente fiel em tempos de prova? Esta carta foi endereçada a uma igreja sofredora, perseguida, pobre, caluniada, aprisionada, que enfrentava a própria morte, mas uma igreja fiel que só recebeu elogios de Cristo.       Para a igreja dessa cidade, Jesus disse: “Sê fiel até à morte” e prometeu a coroa da vida. Ser cristão em Esmirna era correr o risco de perder os bens e a própria vida. A fidelidade até a morte era a marca dessa igreja. Vejamos o que podemos aprender com este texto bíblico:
    
Leia Mais!

ESTUDO:ANJOS, AGENTES SECRETOS DE DEUS(Parte II)


                                  Texto Bíblico: Hb 1.13-14
I – OBJEÇÕES À DOUTRINA DOS ANJOS
Ao longo da história da humanidade inúmeras objeções foram levantadas por teólogos, filósofos e estudiosos das mais diferentes religiões e das mais diversas correntes de pensamentos. Vejamos algumas delas:
1.    A doutrina dos saduceus – não criam nos anjos nem na ressurreição dos mortos
2.    A doutrina do espaço infinito – nega a existência dos anjos, calçando sua posição na idéia do “espaço infinito” que seria povoado de mundos que não comportariam a existência de anjos.
3.    A doutrina racionalista – afirma que os anjos não existem porque a sua existência não pode ser explicada pela razão. Para os racionalistas, a existência de anjos teria ligação com um primitivo politeísmo
4.    A doutrina materialista – não admite a existência dos anjos porque crê apenas na existência da matéria, não admitindo, portanto, a realidade do mundo espiritual.
5.    A doutrina simbolista – não nega a existência dos anjos, mas também não acredita nela. Os anjos seriam meras figuras de retórica, como símbolos espirituais.
6.    A doutrina espírita – ensina que os anjos são almas dos homens aperfeiçoados ao grau máximo. Nega a existência dos anjos como criaturas de Deus.
Leia Mais!

ESTUDO: CARTAS ÀS SETE IGREJAS - PARTE I


CARTA À IGREJA DE ÉFESO
                                                                                Texto Bíblico: Ap 2.1-7


INTRODUÇÃO: Este é o primeiro de uma série de 7 (sete) estudos sobre as Cartas às Igrejas da Ásia conforme texto bíblico. São mensagens atemporais para a Igreja em todas as épocas; se assim não fora não teria sentido estarem presentes no livro, Apocalipse, que trata da Doutrina das Últimas Coisas. Cada uma das cartas contem um elogio, uma exortação, uma instrução e uma promessa para cada Igreja a qual é endereçada. Cada Igreja tem suas características, necessidades e problemas. Em todo o texto uma recomendação é dada num tom imperativo: “Quem tem ouvido, ouça o que o Espírito diz às Igrejas”. Vejamos o que a Igreja Betel precisa ouvir do Espírito Santo com este estudo:
Leia Mais!

ARTIGO: VENCENDO A FRUSTRAÇÃO E MANTENDO A COMUNHÃO

   Cada um de nós já enfrentou um sentimento de frustração ao longo da vida. Algumas vezes é um sentimento que surge de alvos não atingidos ou de direção errada que se pensou certa e, ainda, de uma desobediência disfarçada de boa vontade, mas que se revela numa constante e diária insatisfação. O cristão frustrado é aquele que não consegue permanecer firme e fiel ao Senhor e nem tampouco consegue identificar com certeza seu papel e sua atuação dentro da Casa de Deus. Infelizmente, até mesmo no ministério encontramos obreiros carregando enorme sentimento de frustração porque nunca estiveram certos de que foram realmente chamados por Deus para o ministério.
 
Leia Mais!

ESTUDO: ANJOS, AGENTES SECRETOS DE DEUS - PARTE I

                                                            TEXTO BÍBLICO: HB 1.13-14

INTRODUÇÃO: Ao nosso redor há um mundo espiritual poderoso, populoso e de recursos superiores ao nosso mundo visível. Bons e Maus espíritos passam em nosso meio, de um lugar para o outro, com grande rapidez e movimentos imperceptíveis. Alguns desses espíritos se interessam pelo nosso bem estar porque procedem de Deus, outros, porém, estão empenhados em fazer-nos o mal. Muitas pessoas questionam se existem realmente tais espíritos ou seres, quem são, onde se encontram e o que fazem.
       A Palavra de Deus é a única fonte de informação que merece confiança, e que possui respostas para estas perguntas. Ela deixa claro que há outra classe de seres superiores ao homem. Esses seres habitam nos céus e formam os exércitos celestiais, a inumerável companhia dos servos invisíveis de Deus. Esses são os anjos de Deus, os quais estão sujeitos ao governo divino, e o importante papel que têm desempenhado na história da humanidade torna-os merecedores de referência especial. Existem também aqueles, pertencentes à mesma classe de seres, que anteriormente foram servos de Deus, mas que agora se encontram em atitude de rebelião contra seu governo.
Leia Mais!

ESTUDO:A VIDA CONJUGAL SEGUNDO A PALAVRA DE DEUS:

Introdução: Nos dias de hoje, a situação social dos lares é grave. O conceito de família está confuso. Há confusão de papéis. O novo código civil parece não reconhecer a diferença de papéis. Reconhece-se a legitimidade de relações que a Bíblia chama de adultério. As relações homossexuais estão se tornando cada vez mais aceitáveis. A infidelidade atinge mais de 80% dos casais. O índice de divórcio aumenta assustadoramente. O ser humano está voltando às mesmas práticas reprováveis nos tempos primitivos.Mas com tudo isso, a Bíblia tem regras claras, práticas e divinas para a vida conjugal e familiar.
I. O PAPEL DA ESPOSA – V. 22-24
1. O problema da palavra “submissão”. Devemos desvincular a palavra “submissão” dos sentidos adulterados. A mulher não é inferior ao homem. Ela é tão imagem de Deus quanto o homem. Ela foi tirada da costela do homem e não dos pés. Ela é auxiliadora idônea (aquela que olha nos olhos) e não uma escrava. Aos olhos de Deus ela é co-igual ao homem (Gl 3:28; 1 Pe 3:7).  A submissão da esposa ou de cada crente a Jesus é uma submissão absolutamente exclusiva e voluntária. Todos nós somos servos de Cristo. Nunca se afirma, porém, que a esposa deva ser escrava ou serva do marido. Nossa relação com Jesus é uma relação de submissão completa, inteira e absoluta. Não é essa a exortação dirigida às esposas. Se a submissão da esposa ao marido implicar na sua insubmissão a Cristo, ela precisa desobedecer ao marido, para obedecer a Cristo.
2. O que é submissão segundo a Bíblia. A submissão da esposa ao marido não é igual a Cristo, mas por causa de Cristo. A esposa se submete ao marido por amor e obediência a Cristo. A esposa se submete ao marido para a glória de Deus (1 Co 10:31). A esposa se submete ao marido para que a Palavra de Deus não seja blasfemada (Tt 2:3-5). A submissão da esposa ao marido é sua liberdade  e não a escravidão. A verdade liberta.  A submissão da esposa ao marido é sua glória, assim como a glória da igreja é ser submissa a Cristo. A submissão da igreja a Cristo não a desonra nem a desvaloriza. A igreja só é feliz quando se submete a Cristo. Quando a igreja deixa de se submeter a Cristo ela perde a sua identidade, seu nome, sua reputação, seu poder. A submissão não é a um senhor autoritário, autocrático, déspota e insensível, mas a alguém que a ama ao ponto de dar sua vida. Da mesma forma, a submissão da esposa não é a um tirano, mas a um marido que a ama como Cristo ama a igreja.
Leia Mais!

ARTIGO: A SUA FAMÍLIA PERTENCE A JESUS !

Neste dias que antecedem a Volta de Jesus, no mundo inteiro, a família está em crise. Há uma confluência de vários fatores hostis que conspiram contra a família nestes dias. Há uma guerra declarada e maligna contra a mais antiga das instituições divinas visando destruir seus alicerces e inverter seus valores absolutos. As pessoas hoje questionam a validade e a indissolubilidade do casamento. Os casais estão confusos acerca dos papéis que exercem no casamento. A sociedade pervertida está contra a família quando estimula e justifica a fidelidade conjugal, quando insiste em validar uniões homossexuais; quando estimula o divórcio, promove a prática do aborto e escarnecem da castidade. Esta sociedade promíscua e sem Deus é inimiga da família e dos valores bíblicos. Mesmo com os valores morais de cabeça para baixo, a sua família pertence a Jesus!
Há lares onde o diálogo morreu e agora é comum em muitas famílias a indiferença e a amargura. Há lares onde não há paz e a alegria. Há lares onde o perdão é uma atitude inexistente, onde não há amizade nem reconciliação. Há lares onde todas as pontes da comunicação foram derrubadas e erguidas em seu lugar muralhas intransponíveis de isolamento e solidão. Há lares feridos pelas críticas amargas pelas crises de temperamento gerando uma profunda falta de respeito entre as pessoas. Onde não0 há respeito e consideração é impossível existir amor. A Sua família pertence a Jesus!
Eu conclamo você a lutar pela restauração da sua família. Não aceite passivamente a decretação da derrota de seu lar. Não desista do seu casamento. Não abra mão de seus filhos. Não perca as esperanças de ter um relacionamento saudável com os seus pais. Não entregue os pontos. O mesmo Deus que criou a família e estabeleceu princípios permanentes para a sua felicidade, eternizados na Bíblia Sagrada, pode intervir na sua vida, no seu casamento e na sua família, restaurando-a e dando-lhe o sentido de um verdadeiro lar. Deus pode transformar todos os problemas da família em bênçãos e vitórias e dar a todos um final feliz. Valorize a sua família. Não desista dela. Ore por ela. Coloque-a no altar de Deus, porque sua família pertence a Jesus!
   






Leia Mais!

ESTUDO:“LIVRA-TE, SALVA A TUA VIDA, NÃO OLHES PARA TRÁS, NEM PARES EM TODA A CAMPINA; FOGE PARA O MONTE, PARA QUE NÃO PEREÇAS”:

                                                 LIÇÕES DA VIDA DE LÓ

                                                                                  Texto Bíblico: Gn 19.1-38
INTRODUÇÃO: A vida de Ló traz grandes lições para nós hoje. Sobrinho de Abraão, este homem ambicioso e ganancioso acabou se separando do convívio do Tio e foi viver em Sodoma e Gomorra cidades cujo pecado despertou a ira de Deus. A luta espiritual para salvar a vida de Ló e sua família, começando pela oração intercessória de Abraão, nos mostra quanto é difícil para um crente ouvir a voz de Deus quando se contamina com o mundo. Ló simboliza o crente carnal, tão comum em nossos dias e cabe a cada um de nós recebermos este estudo como advertência, com temor e tremor do Senhor. Vejamos o que podemos aprender para a nossa edificação espiritual.
1. O CRENTE CARNAL É APEGADO AOS VALORES TRANSITÓRIOS DO PECADO
 a) Na hora de separar-se de Abraão, Ló revelou ganância e apego às coisas materiais. Ló dava mais valor ao ter do que ao ser. Abraão não tinha apego à terra. O coração de Ló estava posto nas coisas materiais e não em Deus. Seus olhos se enchiam com as riquezas do mundo. Seu prazer não estava em Deus, mas no dinheiro. Ló perdeu o que cobiçou e Deus deu a Abraão toda a terra que Ló cobiçara 13:14-15.
b) Ló escolheu viver em Sodoma, a cidade condenada por Deus por sua iniquidade, perversidade e imoralidade. Armando sua tenda na cidade ele entrou no espírito que dominava aqueles povos e levou consigo toda a sua família. Para ele o status, o sucesso, a fama, a riqueza valiam mais do que a vida espiritual da família. Ló era um crente de fachada.
c) Ló se misturou e se envolveu. A Bíblia nos adverte em Tg 4:4 “Infiéis, não sabeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus?”. Há muitos filhos de Deus vivendo em Sodoma. Perderam seus valores espirituais. Estão mais entusiasmados com as riquezas do mundo do que com as glórias do céu. Estão mais fascinados com o brilho de Sodoma, do que com a glória de Deus.Ló foi rebocado de Sodoma, preso e espoliado. Abraão o libertou, mas ele voltou para Sodoma (14:12-14). Algumas pessoas não conseguem abandonar seus antigos hábitos ruins e vícios.
Leia Mais!