ESTUDO BÍBLICO: “VOZ DO QUE CLAMA NO DESERTO; PREPARAI OS CAMINHOS DO SENHOR, ENDIREITAI AS SUAS VEREDAS”


       UM ESTUDO DO MINISTÉRIO DE JOÃO BATISTA

 
TEXTO BÍBLICO: LC 3.1-14

 
INTRODUÇÃO: Muitos escândalos veiculados pela Mídia envolvem pastores e Igrejas. Estamos chocados com o comportamento de muitos homens que se dizem homens de Deus. Formadores de opinião, estes homens se revelaram, publicamente, como mercenários e hipócritas, causando escândalos e chocando milhões de brasileiros evangélicos com suas atitudes mesquinhas,comerciais e mundanas. Uma afronta a Deus. Foi pensando nos problemas causados por estes homens infiéis ao seu ministério e ao Senhor, e na mensagem urgente que devemos ter para nossa geração perversa e sem Deus,que me veio ao coração e à memória, o ministério de João Batista. Depois de 400 anos sem ouvir a voz de Deus, o Senhor enviou João Batista com uma tremenda palavra evangelística, conclamando o povo ao arrependimento. Era uma palavra dura, mas era a Palavra de Deus para uma geração igual a nossa: perversa, hipócrita e incrédula. João Batista se constitui em um grande modelo para todos nós que temos compromisso com o Reino de Deus.

1. DEUS USOU JOÃO BATISTA, v.4

a)Porque ele tinha convicção do seu ministério. Hoje estamos vendo líderes vendendo seu ministério, negociando valores absolutos, mercadejando o evangelho. João não transigia com a verdade. Ele denunciava o pecado na vida do rei, dos religiosos, dos soldados e do povo. Ele não era um profeta da conveniência. Como homem de Deus, ele vivia e testemunhava o poder de Deus.
b)Porque ele não era uma voz, mas sim a VOZ (Jo 1:22, 23). João não apenas proferia a verdade, ele era boca de Deus. Ele falava com poder. Hoje, há muitas palavras, mas pouco poder; as pessoas escutam belos discursos, mas não enxergam vida. Havia poder e autoridade no ministério de João Batista.
c)Porque ele era um homem humilde e corajoso. João Batista disse de Jesus: “eu não sou digno de desatar-lhe as correias das sandálias”. Disse ainda: “Convém que ele cresça e eu diminua”. João Batista não aplaudiu Herodes quando ele casou-se com a mulher do seu irmão. Ele denunciou o pecado do rei. Hoje, há pastores que vendem o ministério e a própria alma por dinheiro. Em vez de denunciar o mal, praticam as piores coisas; coisas que até os ímpios condenam e reprovam .
d)Porque era um homem cheio do Espírito Santo (Lc 1:15). João Batista era um homem cheio do Espírito Santo desde o ventre materno.Aos 5 meses de idade, estremeceu de alegria no ventre da sua mãe. Aos 5 meses já vibrava por Cristo. Há muitos que envelhecem frios e indiferentes ao Salvador.

2. DEUS  LHE DEU UMA MENSAGEM – Lc 3:8 
a)João apareceu pregando sobre arrependimento. A nação havia se desviado de Deus. A religião estava corrompida. A mensagem do arrependimento não é popular. Não agrada ao povo. João não queria agradar a homens, mas a Deus. O mundo vive um tempo de crise  social, moral e política sem precedentes. As instituições estão doentes, as lideranças endemoniadas e rebeldes contra as leis divinas e o povo entregue ao pecado e à perversão.
b)Numa época de crise moral na nação. Os líderes religiosos da nação estavam corrompidos: Anás e Caifás eram sacerdotes, mas não conheciam a Deus. A polícia extorquia o povo para engordar o salário e fazia denúncias falsas. Herodes era um homem devasso e adúltero. O mundo atravessa uma aguda crise moral: lares sendo destruídos; o tráfico de drogas crescendo, o governo se enchendo da lama da corrupção, a prostituição sendo considerada normal e aplaudida; a corrupção ganhando o cérebro e o coração da nação. Por causa da mentira e da falsidade, as pessoas parecem não acreditar em mais nada. ”Tempos trabalhosos” avisa a Bíblia Sagrada.
c)Numa época de crise social  e política da nação. O povo trabalhava, mas Roma ficava com o lucro. Reinava a pobreza, a fome, o desespero. O Brasil continua um país pobre e em crise. Nada mudou. Tentam vender um sucesso que só existe nas mentes corrompidas e nos que roubam a nação. Vivemos a crise da pobreza, da fome, da violência, da impunidade.A nação estava nas mãos de homens maus. Pôncio Pilatos e Herodes eram dois líderes corruptos e gananciosos. A classe política brasileira agoniza num dos níveis mais baixos de descrédito, de desmoralização, de aviltamento da honra.
d)Numa época de crise espiritual na nação. O povo era religioso, mas não convertido. Eles não produziam frutos dignos de arrependimento. O povo estava descansando numa falsa segurança (v. 8).O povo estava indo para o juízo, sem se preparar (v. 7,9).Hoje, a igreja evangélica cresce, mas o país não muda. As pessoas estão entrando para um outro evangelho, o evangelho da conveniência, onde vale tudo desde que se esteja bem. Um evangelho estranho, inimigo da cruz de Cristo e da justiça de Deus.
3. O PÚLPITO DE JOÃO BATISTA (Mt 3:5)
a)João não pregava no templo, nas sinagogas, nas praças de Jerusalém, mas no deserto árido da Judéia. Vestia-se não de terno, mas de peles de camelo. Não comia nos restaurantes requintados de Jerusalém, mas alimentava-se de gafanhotos e mel silvestre. Não operou um só milagre. Mas sua palavra com autoridade fez tremer Israel e o palácio de Herodes. Mas a multidão vinha a ele : Jerusalém, toda a Judéia e toda a circunvizinhança do Jordão. Que as multidões no Brasil possam ser confrontadas com uma palavra de poder e graça!
4. A PREGAÇÃO ERA A MESMA PARA TODOS
a)Para os fariseus e saduceus (Mt 3:7-9) – Ele denunciou os conservadores fariseus e os liberais saduceus. A religião judaica estava tomada por um bando de homens não convertidos;
b)Para a multidão (Lc 3:10) – “Que havemos de fazer?” Quem tiver duas túnicas reparta com quem não tem. Quem tiver comida, faça o mesmo.
c)Para os Publicanos (Lc 3:12) – “Não cobreis mais do que o estipulado”. Honestidade nas transações.  
d) Para os soldados (Lc 3:14) – “A ninguém maltrateis, não deis denúncia falsa, contentai-vos com o vosso soldo”;
e) Para Herodes (Lc 3:19) – João denunciou o pecado do rei. Chamou-o de adúltero, porque ele vivia com a cunhada, mulher do próprio irmão.
f)O arrependimento é o grande BRADO de Deus

·         Na preparação do Caminho do Senhor – João Batista diz: Arrependei-vos;
·         No Início do Ministério terreno de Cristo – Jesus vem e conclama: Arrependei-vos;
·         No Pentecostes cheio do Espírito Santo – Pedro prega: Arrependei-vos.

5. ERA UM HOMEM COM UMA CONVICÇÃO
a) Lc 3:9: “Mas já está posto o machado à raiz das árvores; toda árvore, pois, que não produz bom fruto é cortada e lançada no fogo”. A mensagem do evangelho traz salvação e condenação, é um apelo urgente a todos. O ímpio não permanecerá na congregação dos justos. A figueira sem fruto secou desde à raiz. A figueira estéril será cortada. O apelo de Deus alcança os religiosos, a multidão, os soldados, os publicanos. O machado já está posto na raiz. Não dá mais para esperar. O tempo é agora. O reino já chegou. Deus espera agora frutos dignos de arrependimento! Será que temos produzido frutos dignos de arrependimento?
b)A mensagem de Deus mostra o juízo inevitável para quem não se arrepende – v. 7-8. O tempo de João era de profunda crise espiritual. Os próprios líderes eram homens não regenerados. A multidão estava perdida. Havia crise nos políticos, nos comerciantes, na polícia. João diz que a ira vindoura chegaria. Os que escapam dos tribunais da terra, jamais escaparão da ira de Deus!

 
CONCLUSÃO: O arrependimento prepara o caminho para uma grande bênção. Quando a igreja se arrepende, o mundo vê a salvação de Deus.Quando a igreja se volta para Deus, o mundo experimenta a salvação de Deus e multidões virão a Cristo.O avivamento que alcança o mundo com a salvação, começa com a igreja através do arrependimento.Quando a igreja acerta sua vida com Deus, algo tremendo e extraordinário pode acontecer no mundo.Se queremos ver nossa cidade impactada, precisamos acertar nossa vida com Deus. Precisamos aplicar os princípios de Deus em nossa própria vida. Que possamos refletir sobre nossas vidas com Deus e sobre o caráter do nosso ministério.
 

8 comentários:

Zila Castro disse...

Que estudo maravilhoso eu precisava disso. Muitos querendo ser e ter. Mas João Batista era a Voz. Glória a Deus

Lenilson Sena disse...


disse jesus porque apertado e o caminho e estreita a porta e poucos são os que entra por ela

Antonio Pinto disse...

Muito ilucidativo, parabéns

Maria Eunice Da Silva disse...

Muito forte e maravilhoso este estudo. ..Deus o abençoe.

genaro pinanez barreto disse...

Achei muito bom ,clareza !! depois desa e só arrepender !!


Natanael severino disse...

DEUS MIM AJUDA ATI SERVI MELHOR EU SOU TEU FILHO E EIS MEU PAI JOÃO BATISTA DISSE EU SOU A VOZ QUE CLAMA NO DESERTO EU TAMBÉM QUERO QUERO SER A VOZ QUE CLAMA NO DESERTO

Natanael severino disse...

Mim ajude á te servir melhor es meu pai eu sou teu filho assim como João Batista disse eu sou a voz que clama no deserto eu também quero ser a voz que clama no deserto

José Alfredo disse...

Glórias a Deus! Que nos faça como João Batista, para denunciar o pecado, vivenciar a santidade, amar a verdade é a justiça, viver humildemente e glorificar a Jesus Cristo.
Gostei muito da reflexão e concordo. Agora devemos ser praticantes. Amém...

Postar um comentário