ESTUDO:OS FILHOS DE ZADOQUE E SUAS LIÇÕES PARA NÓS HOJE (PARTE 2)




Texto Bíblico: Ezequiel cap. 44
    
O nome do estrangeiro era Tobias, que em hebraico significa "a bondade de Javé". Ele era um homem mau com um bom nome sutilmente infiltrado perto do sumo sacerdote. Vejamos um exemplo notório: o Papa. O Papa tem granjeado a admiração de muitos evangélicos inclusive de líderes como Billy Graham e outros nomes da Igreja Evangélica brasileira que já o visitaram no Vaticano (cumpriram, inclusive, todo o protocolo da audiência privada com a “Sua Santidade” – inclinar-se quase prostrando, beijar o anel e reverenciar o “Vigário de Cristo”; coisa séria isso). Parece ser uma boa pessoa, mas Ele não é. Por trás daquelas gentilezas e aparente humildade (e falsidade), bancando o “politicamente correto”, o Papa continua afirmando que a igreja romana é a única igreja verdadeira etc., a mesma velha ladainha de sempre. O Papa é um homem maligno pois não é fiel e leal a Cristo. Na sua mente e na sua roupa está escrito "Tudo a Ti, Maria". Isso resume a sua crença pessoal. O Papa é idólatra e um necromante. Ele parece um homem bom que só deseja a paz entre as pessoas. Conversa para boi dormir. Ele age como a velha serpente seduzindo e enganando.
     Muitos líderes evangélicos afirmam que “ O Papa é maravilhoso. "Ele é um santo homem", diz certo líder da Igreja Metodista, fã confesso do ecumenismo. Outros luteranos e alguns presbiterianos dizem que o Papa é um grande líder cristão. Curiosamente, esse mesmo “ santo Papa” diz que o Dalai Lama - um homem que diz que não existe Deus, mas se permite ser adorado - é um grande líder espiritual. Sobre esse tipo de gente a Bíblia nos adverte em inúmeros textos, mas, pasmem; líderes evangélicos mantém longo e estreita amizade com o papa e com o Dalai Lama! Esses homens estão dentro da Casa de Deus! Um inimigo externo pode ser tratado, mas se um câncer está se espalhando pelo corpo, a coisa fica muito mais difícil.
     Vejamos Ezequiel 44:10. Isaías e Jeremias avisaram que Deus castigaria os sacerdotes por desviar o povo. Ezequiel fez o mesmo. Mas na segunda metade de seu livro, Ezequiel inverte a ordem. Ele não diz mais que são os líderes que levam as pessoas para longe. O problema é o povo que conduz os líderes extraviados. Em outras palavras, a culpa dos líderes aqui não é que eles estão enganando o povo, mas que estão falhando como líderes. Em vez de conduzir o povo e, eles se deixam levar por aquilo que o povo quer e aceita. Um levita sempre dará ao povo o que eles dizem que querem; os Zadoquitas, por outro lado, darão ao povo o que Deus diz que o povo precisa. Hoje, a grande filosofia no crescimento da igreja é "descobrir o que as pessoas querem e dar a elas". Faça sua pesquisa de mercado, descubra o que as pessoas querem e dê a elas.
     Há muitas ideias e influências não bíblicas provenientes de pessoas que usam técnicas para crescimento da Igreja. Sempre que você usa estratégias seculares de gestão, elas devem sempre ser subordinadas às Escrituras. Hoje, em vez de ter cultos de adoração, as pessoas têm desde cultos de auto-ajuda e ritos judaicos até concertos de rock dentro da igreja passando pelos elementos das religiões afros. A filosofia pragmática é: se a gente não modernizar o povo vai embora “. Há pastores frequentando seminários de neurolínguistica para aprender como controlar as mentes das pessoas para o crescimento da igreja.
     Na história do Antigo Testamento de Israel, o julgamento de Deus estava se aproximando. Deus suportou muito as perversidades, a imoralidade, a injustiça social e a idolatria que envolvia sacrifícios de crianças. Deus julgou e o juízo viria. Mesmo o avivamento só retardaria o julgamento, não o deteria completamente.
     O julgamento de Deus está pairando sobre os países que se dizem cristãos, entre eles Estados Unidos e Brasil, por causa das atrocidades e imoralidades. São como Sodoma e Gomorra. Sociedades malignas e perversas. E o juízo de Deus começa pela Igreja. Não pense você que as coisas ficarão assim; que as pessoas vão escapar impunes. Deus é justiça e sua justiça está em pé de igualdade com todos os Seus atributos divinos inclusive Sua Santidade.
     Amós, Isaías e Jeremias confrontaram abertamente o rei, afirmando que o juízo de Deus viria. Mas o que dizem muitos líderes evangélicos sobre o aborto? Sobre a homossexualidade militante? Sobre a corrupção e violência? Nem uma palavra. São "politicamente corretos", falsos profetas coniventes com o erro. Gananciosos e soberbos. Onde está a voz profética contra uma sociedade que avança no pecado e na maldade? O Senhor adverte sobre consequências da iniquidade – NINGUÉM FICARÁ IMPUNE.
     O versículo 11 diz que os levitas devem estar diante do povo e ministrar ao povo; mas no versículo 15, os Zadoquitas estavam como guarda do santuário quando o povo do Senhor se desviou. Um levita sempre ministrará ao povo; Um Zadoquita ministrará ao Senhor, Ez 44.11,15. "Dar às pessoas o que elas querem", é o crescimento da transferência. As pessoas que deixam uma igreja séria para outra permissiva têm cócegas nos ouvidos, como Paulo nos diz. Eles encontram alguém que lhes diz o que eles querem ouvir. O Movimento Pentecostal se tornou um esconderijo para esse tipo de gente. Pessoas que jamais seriam nada em lugar nenhum se intulam pastores e profetas e querem fama e sucesso.Eu não estou dizendo que não há exceção, mas a maioria do que vemos hoje é assim. É toda a arte do manipulação psicológica, da neuriolinguistica, não a Bíblia. Eles criaram opções no vasto mercado das religiões.
     Muitos avivamentos apareceram e desapareceram. Novidades. Modismos. Heresias disfarçadas. Um falso evangelho. Muitos ministros sabem que estão errados, assim como muitos deles sabem que certas práticas e doutrinas não são de Deus. Mas aderiram a elas de qualquer forma. Por quê? Porque as pessoas gostaram! "Se não fizermos isso", dizem "perderemos membros para as outras  igrejas que fazem isso". Não são mais pastores na Igreja do Senhor, são dirigentes de um negócio, de uma empresa. Eles estão ministrando ao povo e não ao Senhor.Um zadoquita, porém, um sacerdote justo, preferiria ensinar a verdade a 5 pessoas do que ensinar erro a 5.000. Nada mudou depois desses pretensiosos” avivamentos no Brasil e no mundo. Tudo ficou pior !Tudo o que fazem é fazer com que as pessoas deixem uma igreja por outra, e então dizer que o Senhor está abençoando-as, para ver como elas cresceram. Mas isso é bobagem. O evangelho deve ser nosso foco e não podemos perder isso de vista.O equilíbrio deve ser mantido.
     Ezequiel prossegue: "Quando entrarem, vestir-se-ão com vestidos de linho, não haverá lã sobre eles, enquanto estiverem ministrando nas portas do átrio interior da casa." Os turbantes de linho estarão sobre suas cabeças, e as roupas de baixo de linho sobre os seus lombos, e não se cingirão com coisa alguma que os faça suar. " Isso se refere a um elaborado ritual hebraico para o Dia da Expiação .  Quando você lê o livro de Hebreus à luz de seus antecedentes, você entende o ministério sacerdotal em toda a sua pleniutude e significado cristocêntrico. Neste ritual, o sumo sacerdote é, naturalmente, um tipo de Cristo. O sacerdote quando entrava no Santo dos Santos uma vez por ano, vestia um tipo de roupa que o povo não podia ver; Todas as roupas de linho branco. Era um momento solene não compartilhado com as demais pessoas. Ao fazer expiação pelos nossos pecados,Cristo estava diferente do que os discípulos viam. Os apóstolos só tiveram vislumbres disso como na Transfiguração, ou mais tarde, quando João viu Jesus em Sua manifesta glória. E embora João conhecesse Jesus humanamente, quando o viu em Sua divindade, ficou maravilhado,Ap 1 .  Da mesma forma, o sumo sacerdote tinha que mudar de roupa e vestir essas vestes de linho uma vez por ano, o povo não o via em suas vestes especiais ainda que depois, já com roupas comuns o povo tentasse retê-lo no Templo. Ele deveria ir embora depois deste ato solene.Depois que Jesus fez a expiação por nossos pecados, ele disse: "Eu subo agora a Meu Pai". Os discípluos não queriam que Ele fosse, mas Cristo explicou que iria para preparar um lugar para a Igreja. É muito sério ministrar diante do Senhor. Muitos homens perderam o temor e o tremor. No dia mais importante da sua vida ministerial, o Sumo Sacerdote poderia selar a sua sorte se o Senhor não se agradasse do seu serviço em favor do povo. É o que eu digo sempre a todos, há uma ministração diante do Senhor que pode ser aceita ou não por Deus. Ao rejeitar o culto profano, o Senhor rejeitou primeiro o sacerdote imundo.
     O sumo sacerdote não poderia ter uma mistura. Os levitas tinham uma mistura, mas os zadoquitas não tinham. Os zadoquitas também não podiam usar qualquer coisa que os fizesse suar. Por quê? Vamos começar por olhar para a mistura: eles foram proibidos de fazer uma peça de linho e lã. Deus odeia a mistura; Ele despreza a mistura. Vejamos 2 Pedro 2: 1: "Falso profetas surgiram entre o povo, assim como haverá falsos mestres entre vós". Por que Pedro se refere a falsos profetas e falsos mestres na mesma frase? O sentido de ambas palavras se completam: SE AS DOUTRINAS DE ALGUÉM ESTIVEREM ERRADAS, SUAS PROFECIAS TAMBÉM ESTARÃO ERRADAS! A razão pela qual muitos líderes evangélicos no Brasil e  no mundo erram em suas profecias ( Rick Joyner, Gerald Coates, Joyce Meyer entre outros) é por que que suas doutrinas são falsas. "... que introduzirão secretamente heresias destrutivas, mesmo negando o Mestre ". Joyce Meyer fez isso; Ela disse em seu livro que se você não acredita que Jesus foi para o inferno, você não pode ir para o céu. Kenneth Hagin e Kenneth Copeland obtiveram suas opiniões de E.W. Kenyan; Eles também negam o Mestre que os comprou. Valnice Milhomens, René Terra Nova, Edir Macedo, Apóstolo Waldomiro e Apóstolo Duque  e muitos outros estão enquadrados pela Bíblia como falsos profetas e falsos mestres.Claro que esses últimos não tem cacife e dinheiro para serem comparados aos falsos profetas dos Estados Unidos e Ásia, mas são destruidores em suas propostas e confundem as pessoas para tirarem proveito próprio . Pastores mercenários, obreiros mercenários, instrumentos de satanás para fazer tropeçar e errar o povo de Deus.
      O que os falsos apóstolos fazem é deixar as pessoas mais sem dinheiro e malucas do que já eram por pura ganância. Eles andam por aí lisonjeando as pessoas, dizendo-lhes o que elas querem ouvir, a fim de obter dinheiro com isso. Com falsas profecias eles ganham muito dinheiro. Quem dá esse dinheiro são os demônios sob a influência dos quais eles ministram a essa gente rebelde e distante de Deus. O fato de que nada que falaram acontecer,não importa. Essas pessoas parecem hipnotizadas, dominadas mentalmente.
     O Apóstolo Paulo afirma:"Nossa exortação não vem do erro, nem da impureza, nem do engano ..." Erro, impureza, ou por meio de engano. Começa com erro; O erro doutrinário se mistura. Essa palavra para "mistura" é akatharis, mistura ou mistura de puro e impuro. A coisa toda é impura porque parte disso é; é uma mistura. É assim que funciona a sedução. O erro se confunde com a verdade, deixando você com essa mistura, que é uma impureza. O resultado é o engano espiritual. O engano funciona misturando verdade e erro. O ministério é uma designação do próprio Deus. Mas encontramos usurpadores que sequer tem vida com Deus ,não sabem de nada e estão investidos de autoridade profética ou tendo como responsabilidade dirigir uma Igreja.Tiago afirma que não devemos desejar ser mestres porque seremos passíveis de um juízo maior. A responsabilidade é tremenda, mas muitos dos levitas hoje zombam do Culto ao Senhor. São os adeptos das canções da Babilônia inseridas em um culto a Baal.(CONTINUA)

0 comentários:

Postar um comentário